25 de fevereiro de 2011

Aniversário da minha gata Alice Sophie e a resposta "O que é sal da terra ?"



Em primeiro lugar quero contar uma história:

Há dois anos atrás, o dia de hoje era o último dia de carnaval. Uma amiga tinha dormido aqui em casa e eu fui levá-la ao ponto de ônibus, de tardinha, quase de noite. Mal saímos do meu prédio e senti cócegas no meu calcanhar. Ao olhar para baixo, vi um filhote de gato tipo vaquinha (preto e branco), as patinhas e a barriga brancos e o resto todo preto, olhos verdes, pelos bem sujinhos e espetados. Muito novinha.

Olhei pra ela e disse :"-Oi, gatinho !" ( eu nem imaginava o sexo, por isso, chamei de gatinho). Me deu um aperto no coração ver um ser tão pequeno e indefeso na rua, sozinho, e olhei para ver se tinha alguma gata andando com filhotes mas não tinha. Achei que ela poderia ter fugido de alguma casa mas como não tinha coleira e estava bem sujinha eu logo vi que não.

Fui caminhando e ela veio me seguindo, brincando comigo. Ela corria pra lá e pra cá, e fiquei com medo dela ser atropelada, então, a coloquei na calçada. Ela continuou me seguindo, e eu a segurei no colo. Fiquei com a gata no colo enquanto minha amiga esperava o ônibus e ao voltar pra casa, pensei "O que eu faço com ela ? Não posso deixá-la na rua !"

O tempo começou a fechar e eu decidi levá-la pra casa. Pensei em cuidar dela e arrumar um dono pois depois que o nosso gato Alex Rogério morreu nós ficamos muito traumatizados e minha mãe disse que passaríamos um tempo sem um bichinho. Sempre criamos animais, somos loucos por bichos, e nosso Alex já tinha morrido há tantos anos...

A gatinha não parava de miar e eu liguei pra minha mãe pois eu não podia chegar em casa, do nada, com ela no meu colo. Minha mãe disse "-Ai, meu Deus, mas trazer pra casa ? (...)" Eu disse pra ela que estava parecendo que choveria e não teria coragem de deixar a bichinha na rua. A gata miava muito e minha mãe disse "-É ela que está miando assim?" Eu disse que era, dai, não aguentei, comecei a chorar e a pedir pra minha mãe deixar, porque ela era filhote, estava magra, suja, com fome, sede, que ela era mais preta que branca e que poderia ser judiada por causa disso, e minha mãe começou a chorar do outro lado e disse pra eu levar logo pra casa.

Eu cheguei em casa e minha mãe estava na porta. Gente, como ela miava e alto ! Minha mãe quando viu pegou ela no colo, começou a chorar, e foi logo pegar leite pra ela. Ela tomou o leite tão desesperada que derrubava toda hora o potinho e depois de tomar tudo, parou de miar, ficou feliz, esperta, começou a correr e fazer gracinha (tenho tudo filmado, foi uma graça !). Na hora de dormir, a gente colocou um pano de prato velho pra ela deitar dentro de uma caixa de sapato e minha mãe deu pra ela o um bicho de pelúcia ( um tigre Tony, aquele do sucrilhos, sabe ?) e ela dormiu como um anjo, não fez um só barulho. Para o banheiro dela usamos uma tampa de caixa de sapato e colocamos areia ( do jardim do prédio, rs) e ela usou sem problema algum.


Logo que eu a trouxe para casa. Dá pra notar que estava sujinha, magrinha...
e faminta, tadinha !





Acho que a primeira cama de todo gato é uma caixa de sapato ! Ela e o Tigre Tony, que é o brinquedo predileto até hoje !




Alice Sophie ainda na época que tomava os antibióticos e usava o colírio.




Mais gordinha e os pelinhos ficando mais bem tratados (banho e boa alimentação).


No dia seguinte compramos comida, shampoo, entre outras coisas, e minha mãe deu-lhe um banho. Resolvemos que ela seria doada mas não consegui dono e para ser honesta, eu não queria dar. Ela me escolheu como mãe dela e era a primeira vez que isso acontecia pois todos os bichos da gente escolhiam a minha mãe. Resolvemos ficar com ela, a vermifugamos, levamos para o veterinário e ela teve que tomar dois antibióticos e usar um colírio (porque tinha uma infecção no olho esquerdo) e eu tinha que acordar duas vezes à noite para dar os remédios (é bem fácil, vc compra uma seringa fina e pequena, coloca o líquido e joga no fundo da boca do bichinho).


Brincando e com os pelos mais bonitos devido à alimentação e cuidados.




Já estava mais peludinha !


Assim, compramos a caminha, comedouros, brinquedinhos, coleiras e tudo mais. Alice Sophie (eu que escolhi esse nome) se tornou membro oficial da nossa família, com direito a nome e sobrenome ! E no finalzinho do ano passado, ganhou sua irmã, Mitcha.


Alice Sophie na sua nova cama, já com seu enxoval todo pronto, já era um membro da família !




Estava crescendo !




Já estava curada do olho e tinha tomado os antibióticos !




Olhem a diferença... crescidinha, pelos brilhando, toda posuda !

Eu tenho uma quantidade incrível de fotos dela mas por essas poucas vocês podem constatar como é importante dar amor e bom trato para um animalzinho (aliás, para qualquer ser vivo !) pois ela ficou linda ! E hoje ela completou dois aninhos de vida, está adulta, gorda, mimada e bonachona !


Alice e seu barrigão (que lhe rende muitos apelidos !).




Olha que pelo lindo, bem tratado, brilhoso !




Sua irmã, Mitcha.




Linda também e vejam que olhos maravilhosos ! Azuizinhos !




Elas se amam, estão sempre juntinhas.




Curiosas !


As duas são as crianças da casa. Muito amadas, bem tratadas e mimadas como todo animalzinho deveria ser !


E ai, adivinharam o que é "Sal da Terra ?"

Sal da Terra é o nome de uma igreja. Eu recebi essa panfleto uma vez e ao ler esse nome e slogan achei que poderia ser qualquer uma das alternativas que coloquei no post anterior. Eu jamais imaginaria ser o nome de uma igreja !

Mataram a curiosidade ?



8 comentários:

Vivi aninha: disse...

vi seu coments em outro blog e vim aqui.
Sal da Terra é igreja.
Eu sou da igreja sal da Terra aqui em MG.
Nossa a sal tá chegando longe... heheheh. Se quiser me visitar e seguir ficarei feliz... seu blog é mara. gatinha fofa.
Besos, besos.
http://vivi-aninha.blogspot.com

Maria José disse...

Nem eu poderia imaginar. Interessante. Beijos e obrigada pela visita.

Ludi disse...

Ai essas igrejas são tão criativas (ou não!)

Mulher Vitrola disse...

O Hanny1 Chorei e ri com seu post... minhas gatas são adotadas (e tenho uma preta-branca como a sua, que também brincamos por causa do seu barrigão gordo) e também uma sialata.
Fiquei querendo ver mais fotos delas, haha!
São lindas... parabéns pelo gesto.

beijos!

Dafne disse...

Ain que gatinhas lindas!!! Me apaixonei pela história da Alice Sophie e ela realmente ficou muito gorducha, linda e bem tratada! ♥

Tenho uma prima que adotou três peludos muito parecidos, e olha que a gata se chama Sophia alguma coisa... Hihihihihi...

A outra gatinha tb é LINDAAAA!!!
Beijos!

Flavia Sereia disse...

Coloquei fotos dos gatinhos na blog.
Vou te falar, gatos divertem muito a gente, os meus estão agora fazendo o sofá de pista de corrida rs

bjs

Milene disse...

Que lindas gatinhas! Minha gata Mina tem, desde filhotinha, um tigre Tony igualzinho ao de Alice. Já fazem 9 anos e ele está inteirinho e Mina costuma passear pela casa carregando ele pela boca para leva-lo aonde ela for deitar.
Linda a história de vcs.
Bjs

Lay Santana disse...

Eu tenho um gato, ele vai fazer 5 anos em fevereiro de 2012. Ele Chegou aqui magrinho, só tinha cabeça. A mãe dele era de uma vizinha minha, e morreu apedrejada(dá pra acreditar??)por alguém mau. Ela ficou muito mal e foi morrer em casa, quando a pobre morreu, os donos dela pegaram uma faca e tiraram os gatinhos, alimentaram eles com leite de vaca através de uma seringa, depois doaram e um deles é o meu!

É a coisa mais fofa que já vi na vida. Amo animais. Amo mais ainda o meu bebe.